quarta-feira, 27 de abril de 2016

domingo, 24 de abril de 2016

Concurso de Leitura Eduarda Galhoz

No dia 21 de abril, na Biblioteca da DDJ, decorreu a 2ª fase do XXV Concurso de Leitura.
Na sessão da manhã, contámos também com a presença da professora Eduarda Galhoz, que dá o nome ao concurso.
A todos muitos parabéns!
https://pt.scribd.com/doc/310293370/Os-Melhores-2016
https://pt.scribd.com/doc/310293370/Os-Melhores-2016

Concurso Ortográfico 2015-2016


E finalmente, cá estão os resultados do Concurso Ortográfico.
Obrigado a todos pela colaboração.
Clica nos lápis para saberes quem são os vencedores.

https://pt.scribd.com/doc/310292117/VencedoresConcursoOrtografico2015-16

https://pt.scribd.com/doc/310292117/VencedoresConcursoOrtografico2015-16

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Turpilóquios - blog ou blogue

Turpilóquios – O ComRegras é um “blog” ou blogue?

by Alexandre Henriques
turpilóquiosPorque confundimos algumas palavras? Por que razão cometemos erros de ortografia?
Nas frases interrogativas usamos o “porque” e o “por que”. Se antecede um verbo, usa-se “porque”. Se antecede um nome, deve escrever-se separado “por que”.
O ComRegras é um “blog” ou blogue?
As línguas são cada vez menos xenófobas. A palavra blog pode ser escrita na sua forma original se for destacada em itálico ou se estiver entre vírgulas. Todavia, coexiste com “blogue”, um aportuguesamento da palavra já dicionarizado e que tomou forma a partir da fonética da palavra inglesa. De momento, é aceitável usar as duas grafias. As palavras, como os imigrantes, precisam de algum tempo para estabilizar.
Os dois alunos malquistaram-se. Os TPC em excesso malquistam os encarregados de educação.
O verbo malquistar admite uma forma pronominal e uma forma transitiva. Significa que alguém se zanga ou se torna inimigo de outrem, ou que alguma coisa faz zangar alguém. As malquerenças devem ser evitadas, exceto quando não o podem ser.
Se não fosses tu... Eu não desabafo senão contigo!
A primeira frase é constituída por uma oração condicional, estando a subordinada implícita. A forma “senão” é sinónima de “exceto”. Para perceber como se escreve, devemos proceder a uma substituição lexical. 
*Exceto não fosses tu… Eu não desabafo exceto contigo.
 Vai-se andando, tem de ser e outros psitacismos…
Tenho simpatia por esta palavra. Significa falar de cor, discursar sem conteúdo, copiar as frases dos outros. É o ato de fala verborrágico por excelência, tão comum nos nossos dias. Vem da palavra psittakós, que em grego significava papagaio.
Alexandra Lopes